Insurgências Poéticas inicia nesta quarta programação para o Dia da Poesia

O Sarau Insurgências Poéticas celebra dois anos de movimento artístico voltado à poesia nesta quarta-feira com edição especial em homenagem ao poeta pernambucano Miró da Muribeca, dentro do projeto de intercâmbio InterAção Nordeste.

Esta segunda temporada englobará participações do Sarau no VI diálogos em produção cultural realizado pelo IFRN Cidade Alta, duas edições no espaço da pizzaria Fooderoza e esta edição em homenagem a Miró, no bar cultural Acabou Chorare, ambos em Ponta Negra, e já se prepara para a temporada realizada no Bardallos Comida e Arte.

Nesta quarta, dia em que se celebra o Dia Nacional da Poesia, o grupo participa de uma conversa sobre poesia junto com o poeta pernambucano Miró da Muribeca, na UFRN, a partir das 14 horas. Depois participam da caminhada poética produzida entre poetas potiguares, no Centro Histórico de Natal.

Na quinta-feira, a partir das 21 horas, o Sarau Insurgências Poéticas homenageia o poeta Miró da Muribeca (que também lança seu livro) em um sarau no bar cultural Acabou Chorare, em Ponta Negra. Com convidados especiais: a cantora Silvia Sol, acompanhada por Leonardo Costa, além dos insurgentes Felipe Nunes, Marina Rabelo e Thiago Medeiros.

Sexta-feira, o Sarau realiza a edição especial Poesia Potiguar, com Letícia Torres como convidada, no espaço da pizzaria Fooderoza, também em Ponta Negra, a partir das 20 horas. Couvert: 5 reais.

A aba Insurgências Poéticas busca fortalecer os laços entre as poéticas nordestinas brasileiras, com a convivência e os espaços de contágio possíveis já foram realizadas realizou edições com os artistas Isaar, Philippe Wollney e Walfrido Santiago (PE) e com o Casarão da Poesia (RN), compartilhando possibilidades de resistência na economia criativa, cada um a seu modo.

SOBRE MIRÓ DA MURIBECA

Miró da Muribeca é um poeta brasileiro, nascido no Recife, Pernambuco, em 1962. Vive na Muribeca e publicou os livros ‘Que descobriu azul anil’ (1985), ‘Ilusão de ética’ (1993), ‘Entrando pra fora e saindo pra dentro’ (1995), ‘Quebra a direita segue a esquerda e vai em frente’ (1997), ‘São Paulo eu te amo mesmo andando de ônibus’ (2001), ‘Poemas pra sentir tesão ou não’ (2002), ‘Pra não dizer que não falei de flúor’ (2004) e ‘aDeus’ (2015) e ‘Miró até agora’ (2016).

SERVIÇO

Sarau Insurgências Poéticas – Especial Miró da Muribeca, convidados: Silvia Sol e Leonardo Costa
Quinta feira, 15/03/2018
Acabou Chorare Bar Cultural (Rua do Salsa, 135 – Ponta Negra)
Couvert: R$ 10,00
Contato: (84) 986 270 893 – Thiago Medeiros | (84) 988 311 506 – Raquel Lucena

TEMPORADA CELEBRAÇÃO CENTRO HISTÓRICO DE NATAL

Com início no dia 21 de março (dia internacional da poesia) o Sarau traz programação especial, a edição marítima, com show de Luiz Gadelha, e a edição especial 2 anos que homenageia a poeta Marize Castro, com show de Simona Talma e Zé Caxangá, de exposições de artes visuais, intervenções em dança, lançamento de livros da editora CJA e do livro ‘Cópula’, de Gonzaga Neto e Gessyca Santos.

A temporada será realizada no Bardallos Comida e Arte nas quarta feiras 21 e 28 de março, a partir das 19 horas, com entrada colaborativa a R$ 10,00 concorrendo a sorteios de livros e outras artesanias.

COLEÇÃO INSURGÊNCIAS POÉTICAS & BURBURINHO FESTIVAL DE ARTES

No intuito de tornar a poesia potiguar parte do cotidiano das pessoas, o projeto lança a segunda coleção Insurgências Poéticas, numa parceria com o Estúdio ODM Carlota, trazendo poemas de Ada Lima, Gonzaga Neto e Renata Marques em camisas, canecas, quadros e outros artefatos presenteáveis, que serão lançados o Burburinho Festival de Artes, na sexta-feira 23 de março.

A Edição Marítima do Sarau acontecerá no encerramento do Burburinho Festival de Artes, domingo, 25, com convidados especiais Ada Lima, Gonzaga Neto, Jean Sartief, Marina Rabelo, Michelle Ferret, Renata Marques e Thiago Medeiros; dos músicos Felipe Nunes e Victor Paes e da bailarina Rozeane Oliveira, o sarau faz um passeio pelo mar, que se confunde com amar em uma cidade cercada de sal.

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *