CURTINHAS: Homenagem a Belchior, Quartas Clássicas, Mostra Cultural e mais

BEM BELCHIOR

Neste sábado tem uma bela homenagem ao mestre Belchior no Porão das Artes (Pium). O músico, cantor e compositor Carlos Bem interpretará clássicos do cearense ao lado de convidados a partir das 17h. E no domingo, a partir das 16h, tem Milton Dornellas, Escurinho e Marcelinho Macedo. Ambas com entrada a R$ 10. Duas pedidas arretadas!

QUARTAS CLÁSSICAS

O solo do violino entoado pelo músico coreano Edwin Kim entrará em harmonia com os acordes da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte (OSRN), em mais uma edição do projeto Quartas Clássicas no próximo 31 de maio. Interessados no concerto podem fazer a reserva prévia do primeiro lote entre os dias 24 e 25 de maio, em formulário disponível AQUI. Cada CPF cadastrado dará direito a dois ingressos. O segundo lote será distribuído para o público no dia 31 de maio, a partir das 12h, na bilheteria do Teatro Riachuelo. Portanto, a cobrança de ingressos ainda não está valendo. Aproveitem!

TEART DE TEATRO

O Grupo Teart de Teatro retoma seu calendário de Mostras Culturais neste domingo, agora no Espaço Luz, na orla da Praia do Meio, em frente ao Chaplin. Amplo espaço com vários atrativos e vista panorâmica do mar. Shows de Júlio Lima, Esso, Reconvexo, Ygor B e Sr. Otacílio, além da DJ A estranha Louca. E ainda contação de histórias com Bárbara Cristina e Janaína Silva. Teatro com Chico Cobra e Lazarino, do Grupo de Teatro Eureka. E ainda intervenções como o Arvaná, o guardião da Floresta, com Itamar Brito; Jornal, jornal, Todo mundo no palco, do Grupo OsLoucos.com; número de mágica com Hórus Ilusionista; poesia com Crésio Torres; e a Mostra de artes Coletivo Murais do Sol. E ainda brechó com artigos variados. início às 16h. Senhas no local a R$ 7 estudante e com o nome da lista do facebook. Mais informações: 98861 3318 (Bárbara Cristina).

MINISTÉRIO DA CULTURA

Há males que vêm para o bem. Com esse roçoi todo no governo Temer, o então ministro da Cultura, Roberto Freire, pulou do barco para dar vez a um nome bem mais representativo da pasta: o cineasta João Batista de Andrade, diretor de clássicos do cinema nacional, como O Homem Que Virou Suco, com forte apelo à figura nordestina marginalizada no Sul maravilha de preconceito. Seu primeiro filme foi o doc Liberdade de Imprensa. Enfim, pelos filmes tem tudo o que precisamos para gestão, pelo menos, focada e transparente.

SETE E MEIA

Fiquei pouco tempo na estreia do Mostra de Música Sete e Meia, na última terça. Deu para conferir e confirmar o excelente show de Sami Tarik. O projeto atraiu pouco mais de 50 pagantes, que puderam assistir ainda a apresentação cada vez mais rara de Mirabô. Era o número estimado pela produção. Algum atraso no início, mas de resto tudo pareceu correr bem. Pequenos detalhes fáceis de correção para a próxima edição. Vida longa ao Sete e Meia.

PARQUE DAS DUNAS

Quem sobe ao palco do projeto Dançando nas Dunas neste sábado será a companhia Gaya Dança Contemporânea, com seu o espetáculo Almar, criado por Edson Claro em 1990. Excelente oportunidade de conferir o excelente trabalho da companhia para um espetáculo de um mestre da dança. E no domingo, no Som da Mata, tem uma das mais significativas formações de música instrumental de Natal, a Orquestra Potiguar de Clarinetas. Antes de embarcar para Orlando, nos EUA, apresenta-se, no palco do Projeto. A Orquestra é coordenada artisticamente pelos professores João Paulo de Araújo e Amandy Bandeira de Araújo.

MAIO MAIOR

Em plena rota de fechamento das gravações do seu 3º CD, Várzea da Caatinga, compartilhando o repertório inédito ao já gravado em Bossta Nova (2006) e Alma de Poeta (2009), Esso está promovendo seu trabalho musical a partir da campanha de financiamento colaborativo que está realizando nesse período, se apresentando em uma temporada que engloba a região metropolitana de Natal. Esso vocaliza suas canções na turnê urbana Maio Maior, em formato acústico, aproveitando os espaços para propor uma maior interatividade com o público local, e se apresenta no palco do Teatro Poti Cavalcante, em São Gonçalo do Amarante nesta sexta, às 20h.

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *