Novo espaço para artes visuais em Natal

Galeria Câmara Clara abre as portas na zona sul com a proposta de integrar arte, cultura, educação, práticas de convivência e alimentação consciente

A partir desta sexta-feira a zona Sul de Natal abrigará um novo espaço de artes visuais para a cidade. A Galeria Câmara Clara abre as portas com o lançamento da exposição ‘Falo – de quando o corpo é mais que um pedaço’, do fotógrafo Paulo Fuga. A vernissage acontece das 20h às 22h, na casa 1955 da rua Missionário Joel Carlson, em Capim Macio, com entrada gratuita.

O espaço irá funcionar de quarta a sábado, das 18h às 21h30, e tem como foco receber produções de artistas visuais, além de propor intercâmbios entre diversas linguagens artísticas, incentivar as práticas de convivência, troca de informações e alimentação consciente.

O espaço irá funcionar de quarta a sábado, das 18h às 21h30, e tem como foco receber produções de artistas visuais, além de propor intercâmbios entre diversas linguagens artísticas, incentivar as práticas de convivência, troca de informações e alimentação consciente.

No fim de semana de inauguração, a Galeria Câmara Clara receberá outras duas atividades: no sábado, dia 29, das 9h às 17h, acontecerá a vivência ‘Roda Feituras de Mulher SigoViva – Ventre que Sangra’, voltada para mulheres com o foco no sagrado feminino; e no domingo, dia 30, o projeto Alimente – Culinária Viva abrirá para almoço das 12h às 15h, oferecendo uma vivência gastronômica para saborear a alimentação viva e crua. Mais informações sobre a programação AQUI.

Exposição | falo – de quando o corpo é mais que um pedaço

O projeto ‘Falo | de quando o corpo é mais que um pedaço’, idealizado pelo fotógrafo mossoroense Paulo Fuga e produção de Flávio Rodriguez, se utiliza da fotografia para exprimir o corpo nu masculino que quase nunca encontra liberdade midiática para se mostrar por completo. O ensaio e exposição fotográfica propõe discutir esse universo de uma outra forma, compartilhando, através de um olhar poético, o nu em um lugar comum, provocando e acentuando uma reflexão sobre o corpo.

“O corpo de cada indivíduo de um grupo cultural, além de revelar sua singularidade, evidencia tudo aquilo que caracteriza esse grupo como uma unidade. Cada corpo expressa a história acumulada de uma sociedade que nele marca seus valores, suas leis, suas crenças e seus sentimentos, que estão na base da vida social. Na sua intimidade existe um corpo com mais liberdade, que visto por outros olhos quase nunca se mostra por completo, escondendo vontades, desejos e insatisfações.” afirma Fuga.

Beneficiado pelo Fundo de Incentivo a Cultura 2015, da Prefeitura do Natal, além da exposição, que fica em cartaz até 02 de setembro, o projeto conta com a realização de um workshop ministrado por Paulo Fuga, e a produção de um fanzine composto com imagens dos mais de 30 homens que em dois anos posaram para o fotógrafo, revelando o processo de criação da exposição.

O workshop acontecerá entre os dias 3 e 6 de agosto, em formato de vivência, conduzido por Paulo Fuga junto a outros fotógrafos, a fim de discutir a fotografia de nu e realizarem um ensaio. Serão disponibilizadas seis vagas com inscrições gratuitas, e para participar os interessados precisam ter câmera fotográfica e um modelo disposto a posar. No quarto e último dia de vivência os seis fotógrafos selecionados irão se encontrar para uma troca sobre os ensaios realizados.

Roda Feituras de Mulher SigoViva – Ventre que sangra Terra

Em roda conduzida pela artista e Moon Mother Edzita SigoViva, e sob a energia de doar e receber, as participantes irão conversar sobre e com os seus úteros, partilhar experiências e relações com os seus ciclos menstruais, consagrando o poder do feminino que carregam em seus ventres. Juntas, essas mulheres irão tecer um ventre-estandarte, para levar consigo um útero bordado, pintado e costurado, emantado pela energia deste dia de partilha entre mulheres.

A vivência acontecerá, no sábado (29) das 9h às 17h, e o valor de participação é R$ 60, para custeio da roda, dos materiais de criação e alimentação, que será crudivegana, ofertada pela Alimente – Culinária Viva. As inscrições podem ser realizadas diretamente com a facilitadora através do e-mail sigovivacom@gmail.com e pelo contato (79) 9 9193-3449.

Edzita SigoViva é tia-mãe, bordadeira, costureira, artista, educadora, doula, Moon Mother (MM1), que trabalha para o encontro das mulheres com a beleza da divindade feminina nelas mesmas, por meio da vivência da menstruação como uma herança espiritual.

AliMente – uma nova consciência

Muito além de comida, Alimente – Culinária Viva traz e apresenta uma nova consciência alimentar. Alimente surgiu nessa intenção, de uma nova possibilidade de se alimentar e de sentir esse alimento nas próprias vidas. É um projeto com base na alimentação consciente, através da oferta de refeições veganas, vivas e cruas de baixo custo. É uma experiência sensível, de abertura, de vibração espiritual e de cura, que é acessível a todos os que estão dispostos a se experimentar.

A permacultora Weynna Dória está a frente do preparo dos alimentos, e a atriz e jornalista Joanisa Prates dá assistência e comanda a comunicação do projeto. Em parceria com a Galeria Câmara Clara, Alimente – Culinária Viva vai integrar a programação de abertura da galeria, abrindo para almoço em Natal, excepcionalmente, no domingo (30) das 12h às 15h, sob reservas, bem como realizará as Noites Cruas, com cardápios crudiveganos inspirados na culinária oriental e mexicana. Na Galeria também estão disponíveis produtos à venda, como iogurtes de côco, requeijão de castanha de caju, queijo de amendoim, húmus de grão de bico, crushis e pães vivos.

A Galeria

Equipe Câmara Clara – arte de Maíra Sara

A Galeria Câmara Clara foi idealizada pelo produtor cultural Flávio Rodriguez e o fotógrafo Paulo Fuga, e surge como um equipamento de arte, cultura e alimentação consciente, atuando como laboratório de vivências, cujos objetivos são a acessibilidade, difusão, fruição, inclusão, responsabilidade socioambiental, valorização das práticas sustentáveis e a educação. Flávio e Fuga estão à frente dessa iniciativa, e em parceria com Joanisa e Weynna, do Alimente – Culinária Viva, estão co-criando esse ambiente multifuncional para partilha de afetos, ideias e estilos de vida.

“Dar vida à Galeria Câmara Clara vem com o propósito de criar um espaço acolhedor, onde os artistas e público possam desenvolver uma relação com o lugar e as atividades realizadas. Além de ser um espaço que facilita o acesso do artista com suas propostas criativas, fugindo dos processos burocráticos presentes nos editais de ocupação de salas expositoras.”, complementa Rodriguez.

A Galeria abrigará duas salas, sendo uma com a exposição permanente do projeto ‘Câmara Clara – Cartografia do Afeto’, que deu origem ao nome da Galeria, e outra sala com exposições temporárias, a qual receberá propostas de ocupação através do e-mail galeriacamaraclara@gmail.com. Além dos ambientes de convivência e espaço de alimentação consciente – crudivegana. O horário de funcionamento será de quarta à sábado, das 18h às 21h30, ou visita agendada.

SERVIÇO – Programação

Abertura Galeria Câmara Clara | Natal RN
Exposição | falo – de quando o corpo é mais que um pedaço
sexta, 28 de julho de 2017, 20h às 22h, entrada gratuita.
bit.ly/aberturafalo

Roda Feituras de Mulher SigoViva – Ventre que sangra Terra
sábado, 29 de julho de 2017, 9h às 17h, inscrições R$60.
bit.ly/feiturasdemulher

Alimente – Culinária Viva | almoço crudivegano
domingo, 30 de julho de 2017, 12h às 15h, sob reservas.
bit.ly/revoadalimente

LOCALIZAÇÃO | bit.ly/galeriacamaraclara
Rua Missionário Joel Carlson, 1955, Capim Macio – Natal RN
Informações: Flávio Rodriguez | (84) 998 201 842
projetocamaraclara@gmail.com

GALERIA NA REDE
projetocamaraclara.com.br
fb.com/projetocamaraclara
instagram @projetocamaraclara

About The Author: Redação

Redação

Obrigado pela visita!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *