Fest Bossa & Jazz pode acontecer em 7 cidades do RN este ano


O Fest Bossa & Jazz em 2016 manteve as edições de Natal e Pipa, repetiu a dose em São Miguel do Gostoso e estreou no palco de Mossoró. Foi, sem dúvida, o melhor ano em termos de expansão deste que pode ser considerado o maior festival de música com acesso livre no Estado potiguar.

O feito conquistado ano passado se deveu ao patrocínio do RN Sustentável a partir do projeto e da idealização da secretaria estadual de Turismo e da Emprotur, que colaborou para as edições de Natal e Pipa e bancou o festival em Gostoso e Mossoró.

Produtora do Festival, Juçara Figueiredo e a presidente da Emprotur, Aninha Costa

Parte também da Setur a ideia de expandir o festival, em menores proporções, para mais três municípios: Martins, Currais Novos e Serra de São Bento. Ainda serão buscadas parcerias para viabilizar esse projeto e dinamizar o fluxo turístico na baixa temporada.

Ano passado estive presente em Natal, Mossoró e Pipa. Achei um público aquém do esperado na capital, um número razoável para uma estreia em Mossoró, e a maior edição já realizada em Pipa – carro-chefe do festival. Então, não há dúvida que o evento movimenta, sim, a cidade.

E apostar no turismo cultural e apostar também no viés econômico, na economia criativa gerada. Imagine um festival com essa história, com essa marca, com atrações de renome nacional e internacional em uma cidade pouco acostumada aos grandes eventos e pela primeira vez no mapa do Fest Bossa & Jazz.

Tomara que a ideia se concretize. Assim como os também anunciados pela Setur RN, na manhã de hoje, festivais gastronômicos de Pipa, Serra de São Bento, Monte das Gameleiras e Baía Formosa, além do Festival do Camarão em Natal.

E ainda a Mostra de Cinema em São Miguel do Gostoso, uma abertura do verão em Natal, com diversas atrações. e ainda o resgate da tradicional Festa do Caju, na Praia da Redinha, que até tem acontecido nos últimos três ou quatro anos, mas nem perto do glamour das décadas de 60 e 70.

sergiovilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

CONFIRA TAMBÉM

COMENTE

Receba nossas melhores notícias por e-mail

FACEBOOK

Instagram

Espetáculo Gonzagando, pela Companhia de Dança da TAM, dirigido por Wabie Rose, no Arraia da Meninada, Cidade da Criança. Belíssimo! #culturapotiguar
Com o magro Tacito Costa para prestigiar o show de Sami Tarik no @bardallos. Começa às 21h. Só chegar. #musicapotiguar
Se você acha shows instrumentais tediosos eis o cara para desmistificar esse conceito. @sergiogroove não é só um gênio do contrabaixo, ele traz ao palco carisma, versatilidade para agradar gregos, troianos e atenienses, e o mais importante: divertimento. Ele diverte a plateia, seja com seu baixo, com seus joguetes vocais ou sua performance. E adivinha? Ele estará neste domingo no #somdamata acompanhado de uma seleção de músicos. Imperdível! #culturapotiguar #culturadorn #musicapotiguar
Em breve as estampas mais iradas do mercado, em camisas de excelente qualidade e o menor preço. Quer mais? Pois tem. Frete grátis para Natal! Sigam @cretivecamiseta e fiquem por dentro das novidades. #camisetasestampadas #culturapop #estampascriativas
Mirabô passando o som com o luxuoso acompanhamento de Rose Flor Caete. Início dos shows em instantes na Pinacoteca. Sami Tarik abre os trabalhos. Primeira edição do Mostra de Música Sete e Meia! #musicapotiguar
Fabio Rocha, vulgo @zecaxanga, é nosso Forrest Gump da música potiguar. E ele vai reunir oito bandas num festival no Ateliê Bar, próximo sábado. Baile imperdível e por isso tem textinho no nosso Papo Cultura sobre o evento e sobre os 18 anos de labuta desse cara. Merece! #musicapotiguar