Você sabe porque só Natal celebra o Dia Nacional da Poesia?


Todos os anos Natal é das poucas capitais do Brasil a celebrar, realmente, o Dia da Poesia, instituído em 14 de março como homenagem ao poeta Castro Alves, nascido nesta data. Mas como começou essa história?

Há alguns relatos. Um deles traz como mote dessa justificativa o artista visual Jota Medeiros e Eduardo Alexandre como espécie de coautor. Foi Jota quem idealizou, em 1977, a exposição comemorativa ao 10º aniversário de surgimento do Poema Processo, promovida na Biblioteca Pública.

Galeria do Povo, 1977. Fotos: Marcus Ottoni

Por lá compareceu Eduardo Alexandre, já idealizador da Galeria do Povo – um aglomerado de artes visuais e poesia ao ar livre, expostos na Praia dos Artista e que reunia artistas, amantes da arte e jornalistas. Um projeto cultural já admirado na cidade.

Jota Medeiros tinha seu trabalho relacionado ao Mail Art mais disseminado em Pernambuco. E por lá já se comemorava o Dia da Poesia mostrando jornal que trazia Paulo Bruski em performance comemorativa. Por aqui, o movimento da Galeria do Povo adentrava a vigésima exposição e já dispunha de grande acervo de poemas, deixados pelos participantes.

O 14 de Março estava próximo e ficou então decidido que Natal aderiria ao movimento do Dia da Poesia.
A partir daí, o blog Mercado e Cia é quem conta que Eduardo Alexandre e Jota Medeiros trataram de programação comemorativa. Apresentariam à TELERN o Projeto “Poesia por Telefone”, jogariam poemas do alto do Edifício 21 de Março e, no muro da Catedral nova, ainda em construção, realizariam exposição com o acervo da Galeria do Povo.

Jota ficou responsável pela gravação do clipe que seria levado à TELERN, “Florestas – Animais – Nuvens – Concretos”, no qual se ouviam ruídos animais produzidos eletronicamente com címbalos. No 14 de Março, quem discasse o nº 136 ouviria a mensagem eletrônica do Jota.

O Projeto chegou a ser testado pela empresa telefônica um dia antes do Dia da Poesia, mas os seus diretores, apesar de mostrarem-se interessados, não gostaram do abuso futurista do endiabrado performer vanguardista potiguar e recusou o trabalho.

Na tarde do dia 14, Jota excedeu-se em comemorações e os poemas dos 31 poetas brasileiros e de outras nacionalidades, participantes da publicação POVIS – Projeto/Documento 4/5, não foram lançados ao ar, no centro da cidade, do último andar do seu edifício mais alto àquela época, como estava previsto.

No muro da Catedral nova, que dava para a rua Jundiaí, local de um dos maiores fluxos de trânsito de Natal, porém, Eduardo Alexandre montou exposição de papel, a maior exposição de poemas já vista pelos natalenses em todos os tempos até hoje: todo o extenso muro lateral da igreja em construção ficou coberto de poemas de autores potiguares.

Daí em diante, todo 14 de Março, comemora-se, em Natal, O Dia Nacional da Poesia.


Programação do Dia da Poesia 2017 em Natal, clique AQUI.

O poeta Caio César Muniz corrige o título deste post, que na verdade seria a “única capital” a celebrar a data, como consta no texto. Segue a correção de Caio:

“NÃO SÓ NATAL COMEMORA O DIA NACIONAL DA POESIA. Em Mossoró, DESDE 1997, INSPIRADOS NO MOVIMENTO QUE HAVIA EM NATAL, também é comemorado o Dia Nacional da Poesia. A POEMA – Poetas e Prosadores de Mossoró, foi criada nas comemorações do Dia Nacional da Poesia daquele ano e sempre faz movimentações alusivas à data. E parceira com o jornal O Mossoroense, TODOS OS ANOS, era lançado um suplemento especial que era amplamente distribuído gratuitamente nas feiras livres e nas ruas da cidade com participação de poetas do Brasil e do estrangeiro, inclusive de Natal. Atualmente, o movimento poético mossoroense anda morno, meio que “encastelado”, mas nada que se possa crer que assim se manterá pra sempre. Então, façamos a devida justiça.”

sergiovilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

CONFIRA TAMBÉM

1 Comentário

COMENTE

Receba nossas melhores notícias por e-mail

FACEBOOK

Instagram

Espetáculo Gonzagando, pela Companhia de Dança da TAM, dirigido por Wabie Rose, no Arraia da Meninada, Cidade da Criança. Belíssimo! #culturapotiguar
Com o magro Tacito Costa para prestigiar o show de Sami Tarik no @bardallos. Começa às 21h. Só chegar. #musicapotiguar
Se você acha shows instrumentais tediosos eis o cara para desmistificar esse conceito. @sergiogroove não é só um gênio do contrabaixo, ele traz ao palco carisma, versatilidade para agradar gregos, troianos e atenienses, e o mais importante: divertimento. Ele diverte a plateia, seja com seu baixo, com seus joguetes vocais ou sua performance. E adivinha? Ele estará neste domingo no #somdamata acompanhado de uma seleção de músicos. Imperdível! #culturapotiguar #culturadorn #musicapotiguar
Em breve as estampas mais iradas do mercado, em camisas de excelente qualidade e o menor preço. Quer mais? Pois tem. Frete grátis para Natal! Sigam @cretivecamiseta e fiquem por dentro das novidades. #camisetasestampadas #culturapop #estampascriativas
Mirabô passando o som com o luxuoso acompanhamento de Rose Flor Caete. Início dos shows em instantes na Pinacoteca. Sami Tarik abre os trabalhos. Primeira edição do Mostra de Música Sete e Meia! #musicapotiguar
Fabio Rocha, vulgo @zecaxanga, é nosso Forrest Gump da música potiguar. E ele vai reunir oito bandas num festival no Ateliê Bar, próximo sábado. Baile imperdível e por isso tem textinho no nosso Papo Cultura sobre o evento e sobre os 18 anos de labuta desse cara. Merece! #musicapotiguar