O tom marrom da Praia de Pipa

Considerada uma das praias mais bonitas do Brasil, a atmosfera charmosa da Pipa só é comparada a Angra dos Reis, no Rio de Janeiro; Bombinhas, em Santa Catarina; Arraial d’Ajuda, na Bahia; e Jericoacoara, no Ceará.

A mais badalada praia potiguar é cosmopolita. Um lugar onde se fala todas as línguas do mundo e todos os sotaques brasileiros, como uma Torre de Babel reunindo as mais diversas tribos para festejar os encantos da vida num prazer sem fim.

Para aqueles que também gostam da noite, as ruas estreitas de Pipa se enche de gente bonita para curtir nos barzinhos e boates, com MPB, reggae, forró ou batidas do Techno. Diante da efervescência de Pipa, a revista Viaje Mais elegeu a noite pipense a “mais quente acima do Recife”.

A boa musicalidade de Pipa tem nome, sobrenome e acordes mágicos: “Daniel Marrom”, um músico natalense que se divide entre Pipa e Pamplona, na Espanha, já que sua esposa é espanhola, a fotógrafa Allende Saenz, e canta nos bares de Pipa, encantando turistas e fãs locais.

Se for curtir a praia da Pipa no final de semana, não deixe de curtir o som de Daniel Marrom, tocando no Orishas (um barzinho super legal na beira da praia), e no seu próprio palco, o “Tom Marrom”, fazendo uma roda de samba, reunindo amigos e apreciadores da boa música.

A Música de Daniel Marrom é o puro lamento da alma brasileira com seu cavaquinho e acompanhado por uma banda (as vezes uma roda de samba). Porém, ele também gosta de fazer “voz e violão”, num som intimista somente para poucos privilegiados que estão em Pipa, curtindo o som puro tons Marrom.

Tradicional Roda de Samba da Pipa

Com Daniel Marrom e banda
Local | Tom Marrom, Shopping Villa Kanto da Pipa
Dia | Todos os sábados
Hora | A partir das 20 horas

FOTOS: Allende Senz

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *