Caio Padilha e Maciel Salú participam do Conexão Felipe Camarão essa semana

O projeto socioeducativo e cultural, Conexão Felipe Camarão, realiza nos dias 19 e 20 de abril, das 14h às 17h, o Rabeca Nordestina. O evento, que proporciona palestras, debates e oficinas gratuitas à comunidade, tem patrocínio da COSERN, Governo do Estado do Rio Grande do Norte e Fundação José Augusto, através da Lei Câmara Cascudo; apoio Rede de Educadores de Felipe Camarão e realização Terramar.

No primeiro dia de programação, o Conexão recebe as palestras “Um sonho de Rabeca na arca da brasilidade”, com Caio Padilha (RN), grande artista potiguar, dotado de experiências nacionais e internacionais, além de ministrar oficinas de Rabeca desde 2011. “Heranças musicais e currículo” fica por conta da doutora em educação e desenvolvimento curricular Maristela Môsca (RN), já a oficina de “Rabeca Contemporânea” está sob o comando do cantor, compositor, rabequeiro e mestre brincante de folguedos populares, Maciel Salú (PE), integrante da Orquestra Contemporânea de Olinda.

Dia 20 é a vez da educadora musical Katharina Döring (BA) que, com todo o seu conhecimento em etnomusicologia e arte-educação vai falar sobre “Educação musical através de repertórios tradicionais”; enquanto o tema “Rabeca Brasileira” será abordado por Cláudio Rabeca (PE) e a Oficina de Lutheria, por Seu Elói (RN). Para encerrar, apresentação do Bando Fabião (RN), grupo de música regional nordestina instrumental e cantada.

Todos os encontros acontecem na Escola de Saberes Conexão Felipe Camarão, localizada na Rua Maristela Alves, 579 –A.

Sobre o instrumento Rabeca

A Rabeca é um instrumento musical de origem árabe, utilizado desde a Idade Média. Sua sonoridade friccionada é semelhante ao violino, mas é tida como uma versão mais rústica do órgão. Apesar da enorme semelhança entre eles, a rabeca é considerada singular, pois a sua construção e o modo de tocar variam e não possuem padrão universal, podendo apresentar inúmeras variações no tamanho, formato, quantidade de cordas, afinações e materiais empregados para a confecção. É esse instrumento que será o elo durante os dois dias de evento do Conexão Felipe Camarão.

Conexão Felipe Camarão

O Conexão Felipe Camarão é um projeto educacional idealizado pela ONG Associação Companhia Terramar, desenvolvido na comunidade de Felipe Camarão – bairro da Zona Oeste de Natal/RN, sendo considerado um dos berços da cultura potiguar. Criado em 2003, realiza ações educacionais e sociais através da cultura regional, contribuindo, assim, com o progresso de crianças e jovens da comunidade, além de agregar seus familiares.

Coordenado pela educadora Vera Santana, o projeto atua na preservação, valorização e difusão da cultura de tradição oral do bairro e seus patrimônios imateriais. Oficinas de tradição de Boi de Reis, João Redondo e Capoeira; oficinas de músicas, como rabeca, flauta, percussão e metais; fabricação artesanal de instrumentos, pela Lutheria de Rabeca; Núcleo de Moda, Estilos e Costumes, Figurinos e Adereços (produção artesanal de figurinos, adereços e artigos de vestuário e decoração, com base na cultura e iconografia locais) fazem parte das atividades.

E foi com o resultado desses trabalhos que, desde 2006, vem se qualificando o Orquestrim Conexão Rabeca – grupo musical composto por rabequeiros, flautistas, percussionistas, capoeiristas e brincantes do Boi de Reis, que difundem a cultura de tradição de Felipe Camarão em eventos de educação e cultura pelo país.

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *