Bloco As Kengas terá Maria Alcina e Jaina Elne em desfile “made in China” este ano

Maria Alcina será homenageada pela segunda vez pelo bloco As Kengas

As madrinhas do bloco carnavalesco mais irreverente do Rio Grande do Norte já foram definidas. Para abrilhantar o domingo de carnaval debochado d’As Kengas, a voz grave e a presença de palco marcante de Maria Alcina.

Esta será a segunda participação da intérprete de ‘Fio Maravilha’ como madrinha do bloco, depois da presença em 1994, quando seus trajes na foto ao lado já indicavam a forte influência estética que Lady Gaga teve (rs).

E a madrinha potiguar 2017 também foi escolhida. Será a cantora areiabranquense Jaina Elne, com carreira construída também no Recife e que recentemente integrou o grupo Os Carcarás, junto com Isaque Galvão e cia.

A escolha de madrinhas nacional e potiguar para fortalecer o nome, a festa e o público do bloco As Kengas é tradição mantida desde 1988, apenas cinco anos depois da fundação, em 1983. Sim, o bloco já conta 34 anos!

E já para estreia, o nome da cantora e atriz Tânia Alves, além da escritora Kinha Costa como madrinha potiguar. De lá pra cá já passaram grandes estrelas das artes, algumas saudosas, como Elke Maravilha, por duas vezes, Monique Evans, Zezé Polessa, Gaby Amarantos, Martinália, Watusi (a mulata de Sargenteli) etc.

Ano passado, Baby Consuelo cantou e desfilou com a faixa de madrinha das Kengas, tendo como parceria, a dançarina potiguar Rozeane Oliveira.

Made in China

E este ano o bloco será temático. Aliás, mais temático, ne? Tipo exportação, made in China. As Kengas vão buscar na cultura, nos figurinos tradicionais e na presença dos chineses no Brasil a inspiração para o desfile no domingo de carnaval mais criativo do Ocidente.

Leques imensos e a cor vermelha e dourada predominarão no domingo de carnaval das Kengas, na Cidade Alta. E nada amador. O artista visual Carlos Sergio Borges está responsável pela montagem da decoração do bloco.

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *