Artista visual expõe material fotográfico manipulado e o resultado é surpreendente

Usando ferramentas de edição de imagens, Daniel Corcino usa suas fotografia para criar um mundo abstrato chamado “Estruturas Voláteis”. É esse universo que ele vai mostrar ao público a partir da próxima terça-feira, dia 28 de março, no IFRN da Cidade Alta, com abertura prevista às 19h.

A morte e a morte (e a morte!) de João Batista

Ano passado, Daniel participou de algumas exposições como o Salão Dorian Gray de Arte Potiguar, de duas coletivas no Departamento de Artes da UFRN e uma exposição individual na Reitoria da mesma universidade. Ele frisa que sempre aprensenta um trabalho calcado na fotografia contemporânea manipulada pela criatividade e ferramentas digitais.

“A partir do ano passado fui conhecendo e lendo mais a respeito da fotografia como arte contemporânea, compreendi melhor alguns quesitos conceituais e filosóficos e me identifiquei com muita coisa”, declarou Daniel Corcino ao portal Papo Cultura, quando estava em busca de patrocínio para viabilizar sua exposição fotográfica que hoje é uma realidade.

Na entrevista, Daniel fala do processo de criação, das influências na formação do seu trabalho e sobre arte visual contemporânea. Confira a entrevista completa AQUI.

Daniel confessa que Georges Rousse é um dos fotógrafo contemporâneo que o influenciou. “O dadaísmo me chama muito a atenção conceitualmente”, declarou Daniel, ressaltando o trabalho de fotógrafos como Jerry Uelsmann, Duane Michals, Man Ray, André Kertész, Daniel Gordon e Matt Lipps.

SERVIÇO

Exposição Fotográfica “Estrutura Voláteis”
Autor | Daniel Corcino
Data | 28 Março (vernissage)
Horário | 19 horas
Local | IFRN – Cidade Alta
Entrada | Livre

Realização: IFRN Cidade Alta | Patrocínio: Engenho de Fotos | Apoio: Hucern

About The Author: Alex Gurgel

Alex Gurgel

Fotógrafo e viajante

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *