Espetáculo que remete ao inconsciente de cada um será encenado hoje em Natal


De um silêncio suspenso no universo irrompe um alargamento do tempo, um tempo anacrônico em que coexistem o passado, o presente e o futuro, e onde se cria uma linha tênue que tece os fios da vida.

No centro do cosmos a grande mãe da à luz os elementos e em meio às chamas e às águas surgem os seres míticos que se colocam como transeuntes da era do caos… uma era anterior ao homem, a era do nascimento dos mitos.

Entre lobos e serpentes emerge uma força feminina, pulsante e guerreira que gera luz e instaura a ordem, a ordem cósmica que espelha o sagrado e desvela o mistério da criação.

Cria-se então uma fissura no espaço e juntamente com ela a celebração da energia ancestral que dança no centro do cosmos para libertar a alma humana, fragmento etéreo…

Tudo esse aprofundamento de sua natureza, do seu ser é o mote representado em cena por atores do Arkhétypos Grupo de Teatro com o espetáculo ‘Éter’, com estreia agendada para hoje (20) e nova sessão amanhã (21) no TECESol, em Pirangi, nos dias com início às 18h.

Sinopse

O espetáculo Éter é decorrente de uma pesquisa do Grupo sobre as diversas cosmogonias; é uma proposta de teatro ritual que se dá na beira da praia e que propõe ao espectador um momento de conexão com as imagens mais etéreas do seu inconsciente.

Durante o espetáculo o público é convidado a se purificar e a celebrar junto com os atores o nascimento da vida, a suspensão do tempo e a dança do cosmos.

O espetáculo nasce como o quinto elemento, o Éter, após os quatro primeiros elementos da natureza: terra, fogo , água e ar, já terem sido protagonistas de espetáculos anteriores do grupo. Com ‘Éter’ se fecha um ciclo a partir da poética dos elementos.

SERVIÇO

Espetáculo Éter, do Arkhétypos Grupo de Teatro
Quando: sábado (20) e domingo (21)
Onde: TECESOL – Bairro de Pirangi
Entrada: Inteira a R$ 30 e Estudantes a R$ 15
CAPACIDADE: 50 Pessoas por Espetáculo

FOTOS: Paulo Fuga
Ficha Técnica do Espetáculo

Direção:
Robson Haderchpek

Elenco:
Alice Jácome
Analice França
Bebel Dantas
Camila Guerra
Camila Olie
Elze Maria Barroso
Fernanda Cunha
Francismar Silva
Liliane Bezerra
Luã Fernandes
Lúcia Freire
Pablo Costa
Pedro Fasanaro
Thuyza Fagundes

Cenografia e Iluminação:
Francismar Silva e Laura Figueiredo

Figurino:
Elze Maria Barroso

Maquiagem:
Pedro Fasanaro e Grupo Arkhétypos

Concepção Musical:
Analice França

Preparação Vocal:
Alice Jácome e Analice França

Arte Gráfica:
Francismar Silva

Registro de Imagem:
Saturno Filmes

Coordenação de Produção:
Camila Guerra e Bebel Dantas

Realização:
Arkhétypos Grupo de Teatro

Redacao

Obrigado pela visita!

CONFIRA TAMBÉM

COMENTE

Receba nossas melhores notícias por e-mail

FACEBOOK

Instagram

Com o magro Tacito Costa para prestigiar o show de Sami Tarik no @bardallos. Começa às 21h. Só chegar. #musicapotiguar
Se você acha shows instrumentais tediosos eis o cara para desmistificar esse conceito. @sergiogroove não é só um gênio do contrabaixo, ele traz ao palco carisma, versatilidade para agradar gregos, troianos e atenienses, e o mais importante: divertimento. Ele diverte a plateia, seja com seu baixo, com seus joguetes vocais ou sua performance. E adivinha? Ele estará neste domingo no #somdamata acompanhado de uma seleção de músicos. Imperdível! #culturapotiguar #culturadorn #musicapotiguar
Em breve as estampas mais iradas do mercado, em camisas de excelente qualidade e o menor preço. Quer mais? Pois tem. Frete grátis para Natal! Sigam @cretivecamiseta e fiquem por dentro das novidades. #camisetasestampadas #culturapop #estampascriativas
Mirabô passando o som com o luxuoso acompanhamento de Rose Flor Caete. Início dos shows em instantes na Pinacoteca. Sami Tarik abre os trabalhos. Primeira edição do Mostra de Música Sete e Meia! #musicapotiguar
Fabio Rocha, vulgo @zecaxanga, é nosso Forrest Gump da música potiguar. E ele vai reunir oito bandas num festival no Ateliê Bar, próximo sábado. Baile imperdível e por isso tem textinho no nosso Papo Cultura sobre o evento e sobre os 18 anos de labuta desse cara. Merece! #musicapotiguar
Não fosse aquela mão me segurando e os conselhos e ensinamentos pra vida, hoje eu andaria por ai com capa preta, máscara e combatendo o crime em Natal City. Obrigado por me salvar do Robin, mamãe!