POEMA: A greve é grave

A GREVE É GRAVE

grave greve
grana grossa
grita gruda
grudenta greluda
grinfa greve
grunf! grunf!..

ordem desordem
progresso regresso
ou vai ou racha
ajoelha reza…
quiporra-é, mané?

boiôiô! boiôiô!.. brother!
tocou boiôiô geral!
zumba!
quizumba!
zumba!
ou dá ou desce
o petróleo é nosso ou num-é?

eita nó da porra!
etanol da porra!
gasolina diesel querozene
imposto ICMS
fim do fins confis…
oxê! que diabo é, mano?

dominus Temer vobiscum…
et cum Lula espiritum tuo…
oremus et biritemus…
chama Moro!
chama os ôme!
aaah… men!
aaah… men!

… égua!… teu anel rodoviário fechou mesmo, cumpadi?
… diga aí…se temcupáeu?

About The Author: Ruben G Nunes

Ruben G Nunes

Desfilósofo-romancista & croniKero

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *